Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ridi.ibict.br/handle/123456789/960
Tipo: Dissertação
Título: Competência crítica em informação nas escolas ocupadas do Rio de Janeiro
Autor(es): Doyle, Andréa
Primeiro orientador: Bezerra, Arthur Coelho
Membro da banca: Pereira, Talita Vidal
Membro da banca: Cocco, Giuseppe Mario
Membro da banca: Schneider, Marco André Feldman
Resumo: A presente pesquisa investiga, à luz da Ciência da Informação, novas práticas informacionais e educativas desenvolvidas nas ocupações das escolas estaduais do Rio de Janeiro. O trabalho tem por objetivo compreender a contribuição das ocupações para a educação a partir do conceito de competência crítica em informação. Seus objetivos específicos são: mapear o acesso dos estudantes a espaços de informação escolares consagrados (biblioteca, sala de informática e laboratórios de ciências) antes, durante e depois da ocupação; identificar fontes de informação geradas a partir das atividades desenvolvidas nas ocupações; e discutir a percepção dos estudantes sobre as informações veiculadas na mídia a respeito das ocupações. Para sua realização, foi adotada uma abordagem qualitativa que inclui o método etnográfico, que inspirou as visitas da fase exploratória, a pesquisa bibliográfica para definir o referencial teórico e a entrevista semi-estruturada em grupo para fazer o balanço dos ganhos e perdas do movimento de ocupação. O referencial teórico inclui autores reagrupados sob a categoria pedagogia crítica, assim como outros incluídos na categoria competência em informação (CoInfo), além dos que contribuem com visões sobre as teorias críticas e o conceito de regime de informação. Os resultados obtidos pela análise das entrevistas mostram que o acesso aos espaços informacionais ainda é restrito, que a multiplicação das fontes de informação durante as ocupações contribuiu para tornar o aprendizado mais rico e que a percepção geral das mídias foi modificada a partir da experiência de ocupação. Conclui que, para além das conquistas do movimento como acesso a alguns espaços informacionais, maior participação nas decisões escolares por meio das eleições diretas para direção e grêmio, verba emergencial, entre outras, as práticas das ocupações tornaram seus organizadores indivíduos mais críticos e mais preparados para o aprendizado ao longo da vida.
Abstract: This research investigates, enlightened by Information Science, new information and education practices developed during the occupation of Rio de Janeiro state schools. The objective of this work is to understand the contribution of occupations to education through the concept of critical information literacy. Its specific objectives are: to map students' access to traditional school information spaces (library, computer room and science labs) before, during and after the occupation; to identify sources of information generated from the activities developed in the occupations; and to discuss the students' perceptions of the information conveyed by the media about the occupations. The theoretical framework includes authors who are grouped under the category of critical pedagogy, as well as others included in the category of information literacy, in addition to those that contribute with insights on critical theories and the concept of information regime. A qualitative approach was adopted that includes the ethnographic method, which inspired the exploratory phase of visits, the bibliographical research in order to define the theoretical reference and the semistructured group interview to evaluate gains and losses of the occupation movement. The results obtained by the analysis of the interviews show that access to informational spaces is still restricted, that the multiplication of information sources during the occupations contributed to enrich the learning process and that the general perception of the media was modified from the experience of occupation. It concludes that, in addition to the achievements of the movement such as access to some informational spaces, greater participation in school decisions through direct elections for headmaster and students’ guild, emergency funding, among others, practices developed during the occupations have made its organizers individuals more critical and better prepared for life-long learning.
Palavras-chave: Ciência da Informação
Competência Crítica em Informação
Educação
Pedagogia Crítica
Escolas Ocupadas – Rio de Janeiro
Information Science
Critical Information Literacy
Education
Critical Pedagogy
Occupied Schools – Rio de Janeiro
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::CIENCIA DA INFORMACAO
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia/Universidade Federal do Rio de Janeiro
Sigla da instituição: IBICT/UFRJ
Departamento: Escola de Comunicação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://ridi.ibict.br/handle/123456789/960
Data do documento: 17-Fev-2017
Aparece nas coleções:Teses e Dissertações do PPGCI IBICT-UFRJ

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao_AndreaDoyle_Capa_Dura.pdf2,85 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons