Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ridi.ibict.br/handle/123456789/928
Tipo: Artigo de Periódico
Título: A e-Science e as novas práticas de produção colaborativa de conhecimento científico
Autor(es): Appel, André Luiz
Maciel, Maria Lúcia
Albagli, Sarita
Resumo: Contempla uma análise da relação entre novas práticas de produção colaborativa de conhecimento científico e o desenvolvimento e uso de plataformas tecnológicas de amparo ao compartilhamento de dados, movimento conhecido como e-Science, levando-se em consideração as diferentes visões, perspectivas e interesses dos atores atuantes nessas práticas, suas opções de uso e adesão às plataformas de pesquisa de e-Science e as definições quanto aos direitos de acesso e uso dos dados e resultados de pesquisa em tais práticas. O trabalho metodológico envolveu pesquisa e análise documental e bibliográfica, além de estudo empírico, com a realização de entrevistas, com pesquisadores e especialistas brasileiros atuantes em colaborações junto ao Conseil Européen pour la Recherche Nucléaire (CERN). Dentre os principais resultados e considera- ções estão: (a) a percepção do papel da governança nas formas de organização dos atores e dos grupos de pesquisa para viabilizar a colaboração como uma dimensão significativa no contexto da e-Science; (b) as implicações referentes às condi- ções de financiamento à pesquisa; (c) o novo papel dos dados como ativos importantes nos processos de produção de ciência, e (d) como isso afeta as estruturas de avaliação e mensuração de resultados da pesquisa nesses processos. Em linhas gerais, verificou-se que, mais do que as questões de ordem técnica e tecnológica, são as condições institucionais e culturais que mais interferem nas possíveis novas formas de colaboração científica em torno da e-Science.
Abstract: This work aimed to analyse the relationship between the collaborative production of scientific knowledge and the development and use of technological platforms as a support for research data sharing, commonly called the e-Science movement, considering diverse views, perspectives and interests of participants in these practices, their options of use and adherence to e-Science research platforms as well as the rights and conditions of access and use of the data that emerge from these practices. The methodological approach involved a systematic bibliographic analysis complemented by interviews with Brazilian researchers and experts involved in the Conseil Européen pour la Recherche Nucléaire (CERN) collaboration. The main results of the study are: (a) the perception of the importance of governance in the organization of actors and research groups to facilitate collaboration as a meaningful dimension in the context of e-Science; (b) the implications for eScience regarding research funding options and conditions; (c) the new role of data as important assets in science production processes, and (d) how this new role of data affects the evaluation of Science production and the measurement of search results. In general, it was found that more than the issues of technical nature, is the institutional and cultural conditions that most interfere in possible new forms of scientific collaboration that emerge from e-Science movement
Palavras-chave: E-Science
Uso intensivo de dados
Pesquisa colaborativa
Data Intensive Science
Collaborative Research
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::CIENCIA DA INFORMACAO
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Insitituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia
Sigla da instituição: IBICT
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://ridi.ibict.br/handle/123456789/928
Data do documento: 2016
Aparece nas coleções:Artigos em Revistas publicadas no Exterior

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
470-1274-1-PB.pdf781,76 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons