Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ridi.ibict.br/handle/123456789/885
Tipo: Dissertação
Título: Sinestesia das pessoas cegas: novas possibilidades de informação
Autor(es): Marques, Sarah Barreto
Primeiro orientador: Capeller, Ivan
Membro da banca: Pimenta, Ricardo Medeiros
Membro da banca: Sousa, Joana Belarmino de
Resumo: A sinestesia é uma condição na qual um estímulo a uma modalidade sensorial evoca uma sensação secundária não estimulada. Considerando que as pessoas com deficiência visual percebem o ambiente e obtem informações através de uma alta integração sensorial, mostra-se relevante investigar como a sinestesia pode formar parte dessa percepção. Este trabalho procura analisar como a sinestesia influencia o processo pelo qual as pessoas cegas obtem informações do ambiente e os efeitos que esta percepção pode exercer na realização de tarefas cotidianas e no aprendizado, considerando a realidade de uma sociedade na qual as informações visuais são privilegiadas. Realizou-se uma pesquisa de campo qualitativa com uma amostra de 14 pessoas cegas e um grupo de controle formado por 14 pessoas videntes. Verificou-se que as pessoas cegas tem mais tendência a apresentar manifestações sinestésicas que as pessoas videntes, e que utilizam esta condição para obter e manipular informações internamente, em tarefas como aprendizado e composição musical, cálculos mentais e redação; além disso, as sensações sinestésicas podem enriquecer a percepção do mundo, tornando-a ainda mais prazerosa.
Abstract: Synaesthesia is a condition in which a stimulus of a sensory modality evokes a secondary sensation, not stimulated. Considering that visually impaired people perceive the environment and obtain information through a strong sensory integration, it is relevant to investigate how synaesthesia may take part of such perception. This work intends to analyse how synaesthesia influences the process by which blind people obtain information from environment and the effects this perception may produce on dayly tasks and learning, considering the reality of a society in which visual information are privileged. A qualitative field research was conducted with a sample of 14 blind people and a group of 14 sighted people as controls. It was verified that blind people are more likely to present synaesthetic manifestations and that they use this condition to obtain and manipulate information internally, in tasks such as learning and composing music, mind calculation and writing; besides, synaesthetic sensations may enrich the perception of environment, making it even more pleasureful.
Palavras-chave: Sinestesia
Deficiência Visual
Informação
Aprendizado
Synaesthesia
Visual Impairment
Information
Learning
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::CIENCIA DA INFORMACAO
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia/Universidade Federal do Rio de Janeiro
Sigla da instituição: IBICT/UFRJ
Departamento: Escola de Comunicação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://ridi.ibict.br/handle/123456789/885
Data do documento: 21-Mar-2016
Aparece nas coleções:Teses e Dissertações do PPGCI IBICT-UFRJ

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
dissertação Sinestesia Pessoas Cegas Sarah 2016.pdf894,66 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons