Please use this identifier to cite or link to this item: http://ridi.ibict.br/handle/123456789/1022
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Geociências como área do conhecimento no Brasil
metadata.dc.creator: Gonçalves, Jéssica dos Santos
metadata.dc.contributor.advisor1: Souza, Rosali Fernandez de
metadata.dc.contributor.referee1: Sales, Rodrigo de
metadata.dc.contributor.referee2: Marques, Luana Farias Sales
metadata.dc.description.resumo: A organização do conhecimento é utilizada para apoiar o processo de recuperação de informações geocientíficas e servir de base à pesquisa e ensino em Ciência e Tecnologia (C&T) através do desenvolvimento de tabelas de classificação do conhecimento. O contexto de estruturação do conhecimento em C&T é retratado, na medida em que investiga a tabela de áreas do conhecimento CNPq-CAPES no tocante a área Geociências. Objetiva investigá-la em base de parâmetros definicionais e estruturais de organização e representação de informação visando caracterizá-la como área do conhecimento. Com esse objetivo principal, foram analisados os aspectos conceituais, históricos e de institucionalização da Geociências, além das nomeações de cursos de pós-graduação stricto sensu, áreas de concentração e linhas de pesquisa desses cursos, e de grupos de pesquisa. A metodologia de análise utilizada foi qualitativa (terminológica) e quantitativa (exploratória documental) na medida em que foram analisados e computados os assuntos recorrentes nas nomeações citadas anteriormente. Elemento a ser destacado foi a tendência para não restrição dos cursos de pós-graduação de Geociências em subáreas do conhecimento. A constituição de programas de pós-graduação devido a observação dos graus de mestrado e doutorado nos cursos de pós-graduação stricto sensu é um dos elementos de institucionalização da Geociências no Brasil. A média de 4,2 linhas de pesquisa por curso de pós-graduação e a quantidade de cursos de pós-graduação que não trazem informações acerca das áreas de concentração é expressiva. Evidencia-se a preocupação com o meio ambiente tanto nas nomeações de cursos de pós-graduação quanto nas de grupos de pesquisa. A interdisciplinaridade mostra-se presente tanto diretamente, p. ex. no grupo de pesquisa Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa em Paisagens, quanto indiretamente através da presença de referências a outras áreas do conhecimento, como Física da Atmosfera. Nesse contexto, a organização do conhecimento demonstrou ser válida para investigar a compreensividade da Geociências como área do conhecimento no Brasil.
Abstract: Knowledge organization is used to support the process of pursuit and retrieval of geoscientific information and serve as a basis for research and education in Science and Technology (S&T) through the development of knowledge classification tables. The context of structuring S&T knowledge is reflected in this paper, insofar as it investigates the CNPq-CAPES table of knowledge areas regarding the Geosciences area. This research aims to analyze it in a definitional and structural parameter basis of organization and information representation intending to characterize the Geosciences as a knowledge area. With this main objective, the conceptual, historical and institutional aspects of the Geosciences were analyzed, besides the designations of stricto sensu postgraduation courses, its areas of concentration and research lines, and research groups. The qualitative (terminological) and quantitative (exploratory documentary) methodology of analysis was used, according as the recurring subjects were analyzed and computed in the designations cited previously. One element to be highlighted is that Geosciences appears as a synonym of Geology and Earth Science(s) in reference materials. Another result found was a tendency not to restrict the postgraduate courses of Geosciences in subareas of knowledge. The constitution of postgraduate programs due to the observation that stricto sensu postgraduate courses hold masters and doctorate degrees is one of the elements of institutionalization of Geosciences in Brazil. The average of 4.2 lines of research per graduate course and the number of postgraduate courses that do not provide information about the concentration areas is significant. Concerns with the environment are evident in both postgraduate courses and research group nominations. It is possible to notice the presence of interdisciplinarity both directly, in the nominations of research groups such as Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa em Paisagens, and indirectly through the presence of references to other knowledge areas, as in Física da Atmosfera. In this context, knowledge organization proved to be valid for the investigation of the comprehensiveness of Geosciences as a knowledge area in Brazil.
Keywords: Ciência da informação
Organização do conhecimento
Representação da informação
Geociências
Ciência da informação
Brasil
Knowledge organization
Information representation
Geosciences
Information Science
Brazil
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::CIENCIA DA INFORMACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia/Universidade Federal do Rio de Janeiro
metadata.dc.publisher.initials: IBICT/UFRJ
metadata.dc.publisher.department: Escola de Comunicação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://ridi.ibict.br/handle/123456789/1022
Issue Date: 16-Apr-2018
Appears in Collections:Teses e Dissertações do PPGCI IBICT-UFRJ

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
diss_goncalves_jessica_2018.pdf4.96 MBAdobe PDFView/Open


This item is protected by original copyright



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons